10 dicas para implantar um ERP com sucesso

Fonte: Shutterstock

*Por Fábio Túlio CEO da Jiva Gestão Empresarial

Contar com o apoio de soluções de gestão para as tomadas de decisão traz grandes benefícios para as organizações. Mas, para obter os resultados esperados, as empresas devem estar preparadas.

Veja a seguir dez dicas para implantação de um ERP com sucesso.

01 – Escolha bem o software antes de implantá-lo. Invista tempo para conhecer o fornecedor da solução, suas metodologias e tradição no mercado em lugar de basear as suas decisões apenas no preço.

02 – É recomendável procurar fornecedores que desenvolvam softwares especializados, adequados para atender às necessidades da sua empresa, de acordo com o seu setor de atuação.

03 – O gestor deve saber que a implantação da solução de gestão trará um efeito profundo e direto nos processos de negócio da empresa. Por isso é preciso estudar e mapear estes processos, e se certificar que o sistema escolhido está alinhado com seus objetivos.

04 – Antes da implantação, é preciso compreender todas as características e funcionalidades do sistema, porque elas serão a base para o reconhecimento dos recursos-chave e de sua efetiva utilização.

05 – É preciso ter consciência do investimento total de contratação e implantação de um sistema de gestão. O projeto não termina na implantação do software. É preciso ter na ponta do lápis o custo total do projeto, incluindo mensalidade e formação dos profissionais que utilizarão a ferramenta.

06 – É preciso também saber quem serão as pessoas chave do negócio. O impacto vai além dos executivos e chega até aqueles que fazem o trabalho operacional nas áreas de negócio. Eles precisam ser incluídos no projeto. Uma implantação bem-sucedida geralmente tem representantes de todas as áreas core da empresa.

07 – É preciso treinar a equipe na utilização da ferramenta e planejar este treinamento para que ocorra antes que o sistema entre em operação. Os usuários devem estar 100% preparados quando a utilização começar de fato.

08 – É fundamental que o ERP tenha precisão na entrada de dados. Não se deve imaginar que eles podem ser corrigidos mais tarde ou o erro vai se espalhar por todas as áreas e processos.

09 – Documente tudo. A implantação de um ERP é um momento ímpar para que haja revisão de todos os processos utilizados pela empresa e eliminar os vícios e erros adquiridos ao longo do tempo, além de evitar retrabalhos no futuro.

10 – Monitore constantemente o uso da ferramenta. É comum que, ao longo do tempo, os usuários, especialmente os que não participaram do processo de implantação, comecem a deixar de usar certas funcionalidades, voltando ao hábito de adotar planilhas e controles paralelos.

Vale ressaltar, que, por si só, o ERP não resolve todos os problemas das empresas. Ele deve, necessariamente, ser acompanhado de uma mudança cultural e a adoção das melhores práticas é fundamental para isso.

Diante disso, aconselhamos que junto com a implantação do melhor ERP, sejam tomadas pelo menos duas providencias: revisão/adoção das melhores práticas nos processos core da empresa e o conhecimento de todos os conceitos de gestão essenciais para que essas melhores práticas sejam colocadas em vigor.

jQuery(function($){ $('.navegacaoMobile .box.visita').remove(); });

Gire seu smartphone para visualizar o site