Como melhorar as vendas em tempos de crise

Com o mercado econômico desaquecido, alta na inflação e na taxa de juros, a grande maioria dos brasileiros tem riscado da lista os supérfluos e comprado somente o essencial. Por isso, para superar a crise, as empresas precisam se diferenciar da concorrência e uma das maneiras de potencializar os negócios e se manter vivo no mercado é investir no aprimoramento da gestão.

Antes mesmo de colocar em prática qualquer estratégia, o mais cauteloso a fazer é identificar os pontos positivos e negativos do negócio.

Abaixo estão 10 dicas sobre como melhorar a gestão do negócio e aumentar as vendas durante a crise.

  1. Não se desespere: Tomar decisões precipitadas com o objetivo de reduzir os preços na tentativa de atrair novos clientes pode ser um problema no futuro. Para isso, desenvolva um planejamento estratégico que lhe permita avaliar o melhor caminho para superar o cenário. Mas claro, não confunda cautela com morosidade.
  2. Arrume a casa: Identifique onde está o erro na queda das vendas. Muitas vezes, sua equipe de vendas é eficiente, mas a má gestão ou a falta dela acaba comprometendo os resultados.
  3. Defina seu diferencial: Todo negócio tem um diferencial que o torna melhor em relação à concorrência. Qual é o da sua empresa? Pode ser o valor da oferta, a qualidade dos serviços – descubra o seu e aposte nele. Antes disso, procure entender quais são as necessidades do seu cliente e tente agregá-las ao seu negócio.
  4. Entenda o cliente: Tente identificar quais são suas principais necessidades. Assim é possível trazer propostas mais adequadas e aderentes às demandas dele em geral e consequentemente aumentar as vendas.
  5. Expanda seu negócio: Toda empresa por sua natureza costuma atender um tipo específico de público. Se for possível, expanda seus negócios para clientes de outros segmentos, isso lhe permitirá aumentar a capilaridade do negócio.
  6. Qualifique sua equipe de vendas: Para muitos, a capacitação profissional deve gerar um retorno imediato no faturamento da empresa. Muito pelo contrário, a qualificação deve ser vista como um investimento na ponta para testar sua força de vendas.
  7. Faça análise 360º: Alguns fatores devem ser avaliados para medir o desempenho da sua empresa, entre eles fatores internos e externos. Se as empresas do mesmo segmento que o seu estão bem financeiramente e a sua empresa não, algo está errado. Nesse sentido, é valido fazer uma análise da concorrência para identificar quais são os fatores em que ela se destaca em relação a sua e a razão para isso.
  8. Personalize o atendimento: Qual parceiro você escolheria, aquele que sabe seu nome, informações adicionais sobre suas preferências ou um que mantém um relacionamento totalmente superficial com você? Ao sugerir soluções mais aderentes aos clientes, a chance de estreitar o relacionamento e melhorar as vendas aumenta.
  9. Pense bem nas ofertas: Reduzir o preço de soluções ou produtos em um cenário de retenção parece o mais adequado a fazer, certo? Errado. A concorrência pode tomar a mesma atitude. Em curto prazo, a medida poderá auxiliar o fluxo de caixa da empresa, mas em longo prazo poderá comprometer os gastos com o serviço e mão de obra para executá-lo. O mais cauteloso a fazer é trabalhar com valores que prezem principalmente pela qualidade do serviço.
  10. Promova melhorias contínuas: Para crescer é preciso ousar, aposte em tecnologias capazes de melhorar sua visão sobre o negócio, isso ajudará não só a expandir as vendas, mas também a aprimorar a gestão dos projetos. Já dizia Martin Luther King “Suba o primeiro degrau com fé. Não é necessário que você veja toda a escada. Apenas dê o primeiro passo”.

Gire seu smartphone para visualizar o site