O que a departamentalização pode fazer por sua empresa?

As pequenas empresas brasileiras são responsáveis por um quarto do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, segundo pesquisa realizada pelo Sebrae e Fundação Getúlio Vargas. Mas mesmo sendo tão importantes para a economia do país, a gestão da maior parte dos pequenos empreendimentos brasileiros deixam a desejar – muitos ainda nem usufruem da departamentalização para otimizar seus processos.

O que é a departamentalização?

Em termos gerais, departamentalizar uma empresa significa dividi-la em centros de custo, isso é, em organizar de maneira lógica os diferentes setores e atividades do negócio. O conjunto dos centros de custo corresponde à estrutura total da empresa e cada um deles pode ser considerado, na prática, como uma divisão independente.

Como a departamentalização pode te auxiliar a otimizar sua gestão?

A divisão da empresa em setores pode te ajudar a controlar o desempenho de cada área de sua empresa de modo individual. Assim, cada de custo pode ser responsabilizado por projetos diferentes, respondendo por investimentos associados a essas atividades.

Ao realizar a departamentalização de maneira adequada, você pode acompanhar os resultados individuais de cada departamento e poderá, também, distribuir racionalmente os custos entre os setores.

Se a sua empresa for um pouco maior e seus setores responderem por grandes projetos, você também pode dividir seus departamentos em mais de um centro de custo.

Como fazer a departamentalização?

Para departamentalizar a empresa da melhor maneira e criar centros de custa, você deve seguir algumas etapas:

1. Separação dos custos e despesas;
2. Apropriação dos custos diretos ao produto;
3. Apropriação dos custos indiretos facilmente identificados aos departamentos produtivos;
4. Divisão dos custos indiretos comuns e da administração geral da produção aos departamentos;
5. Divisão dos custos acumulados nos departamentos de serviços e sua alocação aos demais;
6. Alocação dos custos indiretos, já alocados à produção, a cada produto.

Com a identificação de maneira discriminada custos fixos, variáveis, contas a pagar e receber e a divisão desses valores por cada departamento, torna-se mais fácil acompanhar o andamento do seu negócio e identificar quais áreas têm gerado maior custo. Essa visão geral da empresa propicia a tomada de decisões assertivas para o desenvolvimento de planos de redução de custos e uma melhor forma de distribuir a verba e os investimentos.

Os ERPs, sistemas integrados de gestão, funcionam também através da departamentalização. Cada um de seus módulos corresponde a uma das áreas da empresa e, por estarem no mesmo sistema, promovem a possibilidade de uma gestão integrada, cujos dados de todos os setores se encontram em um único software.

Assim como a departamentalização, o uso de ERPs também pode fazer uma grande diferença na gestão financeira do seu negócio. O Mundo Doce, distribuidor do interior de São Paulo, conseguiu dobrar seu faturamento utilizando um sistema integrado de gestão.

Quer saber como? Leia este case de sucesso.

Ir para case agora: Mundo Doce: como um ERP auxiliou a distribuidora a dobrar seu faturamento

jQuery(function($){ $('.navegacaoMobile .box.visita').remove(); });

Gire seu smartphone para visualizar o site