Alamos do Brasil supera expectativas de mercado e consegue manter faturamento com sistema de gestão da Jiva

24/abr/2018 - JIVA GESTÃO EMPRESARIAL

Empresa de agroquímicos e defensivos agrícolas conseguiu se sobressair em relação a concorrência sem aumentar quadro de funcionários

O ano de 2017 foi um período de provação para muitas pequenas empresas nacionais, que viram a concorrência acirrar com a retomada gradativa da economia. Mas para a Alamos do Brasil, distribuidora-atacadista que atua há cerca de dez anos no mercado de agroquímicos e defensivos agrícolas, a turbulência do ano passado foi administrada sem sustos, e a companhia conseguiu repetir o faturamento de 2016, de cerca de R$ 36 milhões, sem aumentar a equipe de funcionários, por meio do ERP da Jiva, especializada em soluções de gestão para pequenas empresas.

Segundo Henrique Horst, gerente administrativo da Alamos do Brasil, a empresa conseguiu superar as expectativas de mercado. “Enquanto muitas companhias do segmento de agroquímicos não conseguiram alcançar no ano passado 90% do faturamento de 2016, que foi um ano mais difícil por conta da crise, nós mantivemos 100%”, revela.

De acordo com ele, o resultado só foi possível graças a melhoria nos processos administrativos e financeiros da companhia, o que permitiu a equipe da Alamos, formada por três funcionários e dois sócios, focar no que é realmente mais importante para os negócios: a satisfação dos clientes. “Com o sistema da Jiva ganhamos eficiência e agilidade, sem depender de muitos profissionais, ao mesmo tempo em que aumentamos as vendas e o nosso portfólio de produtos”, afirma.

Para Horst, outro diferencial do sistema da Jiva é o recurso Gerente Online, ferramenta de Business Intelligence do ERP da Jiva, que reúne todos os dados críticos da Alamos do Brasil em um único ambiente, de fácil acesso. “O Gerente Online mudou bastante a estrutura da empresa, ao facilitar a consulta aos dados de diferentes setores, e automatizar análises de processos, com a elaboração de relatórios de vendas, cobranças, estoque, entre outros. Essa camada gerencial agrega valor às operações da empresa e aprimora as estratégias e as tomadas de decisão, ao colocar todas as informações à disposição dos colaboradores, além de desafogar as áreas de tarefas manuais”, explica.

A distribuidora de agroquímicos e defensivos agrícolas conta também com a avaliação das práticas administrativas, por meio do índice MahaGestão, que aponta os pontos fortes e os fracos para impulsionar a gestão da empresa. “Através do diagnóstico de gestão da Jiva, com o Maha, pudemos identificar aspectos que deveríamos melhorar, como processos informais e não automatizados, pois o nosso setor é muito regulamentado, e precisamos ter essa evolução contínua dos negócios para poder atender todas as normas existentes, e que vão surgir no futuro”, diz Henrique.

Para o futuro, a Alamos do Brasil planeja informatizar a força de vendas e atuar também no mercado varejista. “Está nos nossos planos tornar o modelo de negócios da Alamos mais robusto, aumentando o número de unidades de vendas e abrangendo o atendimento para o consumidor final, mas mantendo as equipes enxutas, e a solução da Jiva nos ajudará nesse processo, ajudando a desenhar esse cenário de crescimento e mudança, com foco na eficiência”, finaliza o gerente administrativo.

Gire seu smartphone para visualizar o site