O Simples Nacional é sempre a melhor opção para pequenas empresas?

11/jul/2017 - JIVA GESTÃO EMPRESARIAL

Criado em 2007 para facilitar a vida dos micro e pequenos empreendedores, o Simples Nacional é um regime de tributação disponível para empresas que tenham faturamento bruto anual de até R$3,6 milhões. Seus maiores diferenciais são o recolhimento em uma guia única dos tributos federais, estaduais e municipais. O valor final, que reúne as taxas de todos os impostos, se define a partir de uma alíquota que varia conforme o segmento da empresa e seu faturamento nos últimos 12 meses.

Devido a essa facilidade e a aplicação de menores taxas, o plano é a opção da maioria dos pequenos empresários brasileiros. Mas, o Simples Nacional é sempre a melhor opção para pequenas empresas?

Apesar de oferecer benefícios aos pequenos empresários, o Simples Nacional nem sempre é a melhor opção tributária e nem deve ser encarado como única solução para pequenos negócios. Por isso, é preciso conhecer as outras duas formas de recolhimento tributário além do Simples Nacional: o Lucro Presumido e o Lucro Real.

Lucro Presumido

O Lucro Presumido é uma opção para empresas que faturam até R$48 milhões por ano. Suas taxas são definidas a partir de uma presunção da Receita Federal acerca do lucro da empresa – o cálculo das alíquotas baseia-se em uma taxa presumida que varia entre 1,6% e 32% do faturamento, de acordo com uma tabela que determina a base de cálculo para o Imposto de Renda para Pessoas Jurídicas (IRPJ) e para a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL).

Lucro Real

O Lucro Real é um modelo de tributação em que o Imposto de Renda se determina levando em conta o valor referente à diferença entre as despesas e receitas comprovadas. Ele pode ser escolhido por qualquer empresa e é obrigatório para aquelas que têm faturamento anual superior a R$48 milhões.

Uma empresa que opta pelo modelo de Lucro Presumido ou de Lucro Real, enfrenta mais complexidade ao lidar com tributação, pois o pagamento de todos os tributos é feito separadamente. No entanto, dependendo da realidade de algumas empresas, a soma de todos os tributos nesses modelos pode revelar-se menor do que a carga tributária do Simples.

Portanto, é preciso atentar-se a algumas questões sobre seu negócio antes de definir pelo Simples Nacional:

  1. Atente-se ao seu ramo de atividade: os valores do Simples se alteram conforme o segmento da empresa e seu faturamento. Por isso, é importante observar as taxas que se encaixam à sua área e mensurar se a alíquota do Simples é mais alta ou mais baixa do que a do Lucro Presumido e Lucro Real.
  2. Atente-se à lucratividade da sua empresa em relação ao faturamento: se a sua empresa não obter lucro, no modelo de Lucro Real, não há pagamento de IRPJ e CSLL. Já no modelo de Lucro Presumido, o IRPJ e o CSLL são calculados com base na presunção do lucro que, como dito acima, varia de 1,6% a 32%.
  3. Saiba quais seriam as alíquotas do ICMS e do IPI caso sua empresa não optasse pelo Simples: o Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e Sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS) e o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), possuem alíquotas muito altas e por isso podem ser determinantes para tomada de decisão acerca do modelo tributário.

É importante analisar todos os impostos dos três modelos de tributação para encontrar a melhor opção para sua empresa. Para tomar essa decisão, a ajuda de um especialista em direito tributário pode ser muito importante, afinal, ele poderá te ajudar a elaborar planejamentos e projeções e, assim, escolher a melhor alternativa.

Mesmo que o Simples continue sendo a melhor opção pro seu negócio, é preciso realizar essa análise anualmente, pois a tendência é que a carga tributária aumente junto com o crescimento de sua empresa.

Se quiser saber se o Simples ainda é o melhor modelo de tributação para sua empresa, baixe essa planilha e conheça as alíquotas do Simples para esse ano e o próximo.

 

Baixar planilha agora: “Alíquotas do Simples Nacional”

Gire seu smartphone para visualizar o site