Como um ERP pode ajudar o controle tributário da sua empresa

02/abr/2018 - JIVA GESTÃO EMPRESARIAL

O controle tributário é um dos processos que mais tomam tempo e demandam a atenção de profissionais dedicados em uma empresa. Certamente, você já vivenciou algum problema com um imposto atrasado ou um lançamento incorreto. Essas são dificuldades comuns entre as pequenas empresas, mas não precisam ser. Isso porque um ERP pode organizar e agilizar muito os processos do departamento fiscal da sua empresa.

Obrigações tributárias, como o Imposto de Renda, o Programa de Integração Social (PIS) e a Contribuição Social sobre Lucro Líquido (CSLL), podem ser mantidas em dia com facilidade e segurança a partir de um sistema de gestão ERP.

Entenda de que forma um ERP pode ser a ajuda de que você precisa para o controle tributário da sua empresa.

Vantagens do ERP para o controle tributário da sua empresa

Minimiza erros e evita retrabalhos

O ERP automatiza os processos tributários da empresa, não havendo a necessidade de processos feitos manualmente. Isso traz mais confiabilidade para a organização, uma vez que as chances de falhas, como dados incorretos, incompletos ou trocados, diminuem consideravelmente, bem como os retrabalhos inevitáveis quando elas acontecem.

Reduz os atrasos e as multas

A ajuda de um ERP para o controle tributário da empresa contribui para reduzir os atrasos e as multas, já que os prazos ficam todos registrados no sistema de gestão. Tendo menos riscos de erros, a organização também evita ter problemas com as entidades responsáveis pela arrecadação.

Amplia a visão sobre os tributos

O controle tributário por meio de um ERP permite ampliar a visão sobre os tributos devidos pela empresa. Dessa forma, os gestores conseguem enxergar com mais facilidade tudo o que a empresa paga em tributos, como esse dinheiro é distribuído, quais são os meses em que a empresa despende mais, entre outros detalhes que otimizam o controle tributário.

Mais do que facilitar a organização desses processos, ter uma visão ampla dos tributos é especialmente importante para micro e pequenas empresas, já que permite uma melhor análise para decidirem o regime tributário mais vantajoso, como se devem adotar ou não o Simples Nacional, por exemplo.

Aumenta a eficiência

Se você sofre por não ter um controle tributário rápido e eficiente, o ERP é perfeito para reverter isso. Como os processos passam a ser automatizados e verificados em tempo real, o controle fica muito mais organizado porque os riscos de esquecer alguma conta para trás são reduzidos a zero. A empresa passa a ter uma visão completa da gestão tributária, mantendo-a em dia e prevenindo possíveis imprevistos.

Facilita a adaptação a novas obrigações

Com frequência, obrigações fiscais passam por mudanças e, consequentemente, as empresas precisam se adaptar. Um ERP é fundamental para garantir que essa transição aconteça de maneira mais tranquila, já que são muitas as informações a serem transmitidas, impossibilitando que esse processo seja feito manualmente.

Monitora a emissão de notas fiscais

O controle tributário e fiscal também contempla a emissão de notas fiscais. Com o uso de um ERP, esse processo pode ser monitorado, garantindo mais segurança e evitando erros que podem resultar em dinheiro perdido e problemas com o Fisco.

Alie mais vantagens ao uso do ERP

O uso de um ERP é fundamental para o controle tributário da sua empresa. Mas muitas outras vantagens podem vir junto desse sistema de gestão. A Jiva oferece muito além do que um simples ERP.

Ao optar pela solução, a sua empresa tem acesso a uma consultoria completa para aplicação das melhores práticas do mercado, observando as empresas do mesmo segmento de atuação. Sua equipe também passa a ser treinada para entender mais a fundo conceitos de gestão que podem contribuir para a evolução da empresa.

Além disso, a Jiva está sempre junto do seu negócio, acompanhando os indicadores-chave e apontando novas funcionalidades que podem ser implantadas ao seu sistema para que a evolução da gestão do seu negócio seja contínua.

Com a ajuda da Jiva, o Mundo Doce, uma distribuidora de doces do interior de São Paulo migrou do modelo tributário de Lucro Presumido – forma de tributação simplificada para determinação da base de cálculo do Imposto de Renda – para o modelo Simples Nacional, o que gerou uma economia de 70 mil reais por ano em tributos.

Para entender melhor como a Jiva possibilitou essa economia, leia o case “Mundo Doce: como um ERP auxiliou a distribuidora a dobrar seu faturamento”.

Baixar case agora

Gire seu smartphone para visualizar o site